Queimada

De manhã, um policial morreu.

De tarde, a polícia invadiu.

De noite, a vila queimou.

Foi a polícia, dizem os moradores.

Foi o tráfico, diz a polícia.

Trezentos barracos.

Não sobrou um.