Em qual casa?

Um homem e uma mulher. Os conheço da rua, o suficiente para um bom dia, às vezes um faz calor ou vai chover. Para ser exato, conheço um e conheço a outra, porque, ao contrário do que aconteceu agora, não os vejo juntos. Me preparei para o cumprimento protocolar, mas, não encontrando seus olhares e percebendo a animação da conversa, desisti. Sem bom dia, foi inevitável ouvir, enquanto passava, alguns segundos do que diziam.

Ele: meus amigos são todos de extrema direita e acham que tem que fechar o Supremo, mas eu disse pra eles que não era pra tanto. E ela, concordando: também acho que não é pra tanto.

Suas falas caíram como sustos, para me tirarem de distraídas divagações. Passado o espanto, me vieram as perguntas, uma após outra: quem só tem amigos de extrema direita é o quê?, se não é para tanto, para quanto é?, e o quanto falta para ser para tanto?

A pergunta que não me fiz, porque a resposta parecia óbvia, era sobre o motivo de fechar o Supremo: na véspera, prosseguira o julgamento sobre a inconstitucionalidade do cumprimento de pena a partir do julgamento de segunda instância.

Com esse pressuposto, segui me perguntando: teriam assistido ao vídeo postado por Bolsonaro, em que um leão, identificado como o próprio, é acossado por hienas, uma das quais o STF?, se não, os amigos direitistas assistiram e comentaram?, e fariam eles parte, na sua autoimagem, da legião de conservadores patriotas que o vídeo incita a virem em socorro ao presidente?

Foram pensamentos fugazes, que duraram até eu terminar a caminhada.

Mais dois dias, e o ex-futuro embaixador Eduardo, aquele que ia fechar o Supremo com um cabo e um soldado, ameaçou o Brasil com um novo AI-5. Vendo sua fala repudiada, desculpou-se do modo como se desculpam os Bolsonaro: o pai se desculpa porque não havia percebido o Supremo retratado como hiena, o filho diz que foi mal compreendido.

E assim, testando nossa resistência, vão assanhando sua turma. É desse jeito que a vida segue: o General Heleno declara que tem que ver como faz e aquele homem e aquela mulher acham que ainda não é para tanto.

Não é para tanto? Ainda não? E, quando os conservadores patriotas forem chamados, onde deverão se apresentar? Na casa 58? Ou direto na 66?

Não terá chegado a hora de dar um basta, antes que seja tarde?

(Visited 198 times, 2 visits today)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.